GD Boticas 0-1 Vidago FC

Vidago é o novo líder da Divisão de Honra da AFVR.

GD Boticas 0-1 Vidago FC
GD Boticas 0-1 Vidago FC
GD Boticas 0-1 Vidago FC
GD Boticas 0-1 Vidago FC
GD Boticas 0-1 Vidago FC
GD Boticas 0-1 Vidago FC

O Vidago venceu em Boticas, a equipa local por uma bola a zero num jogo de acerto de calendário e assume a liderança do campeonato com 2 ponto de avanço  para o 2ºclassificado que é o SC das Régua.

Num desafio de fraco nível e de serviços mínimos, a equipa de Pedro Adão que esteve muitos furos abaixo do que já nos habitou nesta época, não soube aproveitar as oportunidades criadas num  jogo que nunca esteve por uma ou outra situação, em perigo de conhecer outro resultado que não a vitória Vidaguense.

Com algumas alterações no onze inicial, o Vidago criou nos vinte minutos iniciais as primeiras grandes oportunidades nomeadamente nos pés de Castelo, Hélder e Rafa.

Os locais apostaram nas tentativas de remates fora da área para alvejar as redes visitantes mas em todo o jogo, todos fora do alvo e  nunca incomodaram a baliza de Vieira nos primeiros 45 minutos e com o desacerto de ambos os conjunto, o primeiro período terminou com um nulo no marcador. 

Até ao intervalo, foi mesma a equipa de Pedro Adão a dispor da mais clara situação para inaugurar o marcador num remate cruzado, do nº 10 alvinegro. 

Após o intervalo, o GD de Boticas não mostrou capacidade para mudar o rumo dos acontecimentos, e quem agradeceu foi o Vidago que sem jogar bem ia mantendo o ritmo de jogo que mais lhe convinha e mantendo a bola longe da sua baliza. Vieira não chegou a fazer uma única defesa em todo o jogo. 

Entretanto já o Vidago tinha mexido na equipa fazendo entrar Fábio Alex para o lugar de Castelo e Edu Paiva para render Hélder. 

E foi á  à passagem do primeiro quarto-de-hora do reatamento da partida, que acabou mesmo por chegar o golo solitário numa das melhores  jogadas da partida onde o recém entrado Fábio Alex com a qualidade e velocidade a que já nos habituou rasgou pela defesa contrária e com um remate oportuno vestindo o fato de super-herói, colocou os alvinegro na frente do marcador.

Mexeu o técnico da casa Zé Albano que modificava na tentativa de dar a volta ao resultado mas, as alterações  pouco ou quase nada trouxeram de novo. 

Nota final para os últimos 10/15 minutos de jogo e a para o facto de, mais uma vez, a equipa Vidaguense não ter conseguido "matar" o jogo, tal como havia sucedido nas ultimas jornadas. Por duas ou três vezes, apareceram jogadores alvinegro  perante o guarda-redes contrário mas, por isto ou por aquilo, o golo da tranquilidade nunca apareceu.  

Sem ter feito um grande jogo, o Vidago mostrou ser uma equipa muito experiente e acabou por levar o que queria de Boticas: os 3 pontos.

2016-10-05
Autor: Augusto Oliveira
Voltar