SC Vila Real 1-0 Vidago FC

Impôs-se a lei do mais forte?

SC Vila Real 1-0 Vidago FC
SC Vila Real 1-0 Vidago FC

Jogo de maior cartaz  desta jornada, porque opunha o primeiro e segundo classificado do campeonato o Vidago saiu derrotado por 1:0 no jogo disputado em Vila Real, frente ao Sport Clube  num desafio que ficou marcado pelo péssimo estado do terreno e pelo trabalha da equipa de arbitragem.

Num terreno muito pesado e escorregadio, as equipas teriam que lutar não só contra o adversário como também contra as condições atmosféricas, já que a chuva e o vento também se fizeram sentir, por vezes de forma intensa. Quem saiu mais prejudicado com mau estado  do terreno foi claramente a equipa do Vidago, que como sabemos, gosta de circular a bola nos diferentes setores, já a equipa do Vila Real, mais musculada, privilegiou o contacto físico e adaptou-se melhor ás condições do terreno de jogo.

O jogo iniciou com o Vila Real a tentar impor alguma pressão á equipa  forasteira, com lançamentos para as costas dos defesas e tentar aproveitar a velocidade dos seus avançados, mas, tanto Vieira, como todo o setor defensivo, responderam sempre com muita eficácia.

Por volta dos quinze minutos surge a primeira contrariedade para os comandados de Pedro Adão, com a lesão de Castelo. Na disputa da bola após uma reposição da linha lateral  Adebayo entra com tudo e de uma forma anti desportiva com o cotovelo agride literalmente o avançado do Vidago que teve mesmo que ser transportado  para o hospital. Para espanto geral, o juiz da partida que deveria ter exibir um dos dois cartões, nem falta assinalou. Nesta  fase já o Vidago tinha acertado as marcações e conseguia colocar em campo um pouco do seu futebol, fruto disso, ao minuto trinta e cinco, Rafa num raide pelo lado direito, cruza e Marco chega um pouco atrasado  para encostar para golo.

Os Vilarealenses tinham alguma dificuldade em pegar no jogo mas à medida que o tempo passava, foi possível começarem a chegar à baliza de Vieira que ia dando conta do recado. O equilíbrio foi-se mantendo até ao intervalo e o nulo manteve-se.

No reatamento, o Vila Real fruto de uma equipa mais musculada conseguiu superiorizar-se e através de um jogo mais apoiado colocar algumas dificuldades á equipa da Vila Termal.

Antes do golo que deu os três pontos  ao Vila Real que viria a acontecer ao minuto 96m, ainda tivemos tempo para assistir a uma clara agressão do central da equipa da casa ao guardião Vieira que o deixou inanimado durante algum tempo sem que o arbitro exibisse qualquer cartão ao defesa Fred que foi o autor da proeza. Não teve o mesmo critério quando inventa uma falta para mostrar o segundo amarelo ao central Vidaguense Portal reduzindo a equipa alvinegra a dez elementos.

Pela entrega, espirito de sacrifício e solidariedade de toda a equipa, o Vidago merecia sair deste encontro com outro resultado e os muitos adeptos Vidaguenses que se deslocaram a Vila Real mereciam outro tratamento.

A equipa de arbitragem esteve mal no capitulo disciplinar, com dualidade de critérios. Poupou sempre os jogadores do Vila Real inclusive nas agressões, já aos do Vidago, não hesitou desde o primeiro minuto a amostragem dos cartões, condicionando desta forma a performance da equipa.

O Vila Real regressa assim á liderança do campeonato com a conquista de ”oito pontos”. três no terreno de jogo e cinco na cabeça do avançado Vidaguense Castelo.

2016-10-23
Autor:
Voltar