Murça SC 1-1 Vidago FC

Partes repartidas, ditam divisão de pontos entre o Murça e o Vidago FC.

Murça SC 1-1 Vidago FC
Murça SC 1-1 Vidago FC
Murça SC 1-1 Vidago FC

Tarde de sol, mas fria colocou frente a frente na última jornada da 1ª volta, duas equipas que já se tinham encontrado para a taça da A. F. Vila Real, com o desfecho a sorrir para os Vidaguenses, na marcação de grandes penalidades.

O Vidago entrou com vontade de tomar as rédeas do jogo, era a equipa que tinha mais posse de bola e jogava mais perto da baliza adversária, no entanto, não conseguia importunar o guardião adversário, mas foi a equipa da casa que ao minuto 20, numa jogada da esquerda pelo irrequieto extremo Murcense Louzada, cruza com toda a defensiva forasteira a não conseguir aliviar a bola, esta sobra para o veterano Armando que no meio da confusão remata à figura de Vieira. O Vidago responde por Rafa, que num remate de média distância faz a bola rasar o poste de Mãozinhas.

Notava-se algum desacerto defensivo na equipa da Vila termal, que estava bastante subida no terreno de jogo, permitia rápidos contra-ataques aos homens da casa, que por algumas ocasiões poderiam ter inaugurado o marcador, valeu no entanto a valentia de Vieira que frente aos seus adversários conseguiu manter a sua baliza inviolável.

Ao minuto 35, em mais um dos lances de contra-ataque, após a marcação de um pontapé de canto a favor dos forasteiros, a equipa do Murça, sai rapidamente, Louzada é lançado em profundidade na direita, centra para a área onde se encontrava Armando a encostar para golo. Após algum desperdício, conseguiu a equipa da casa o golo. O Vidago apenas consegue responder no final da primeiro tempo, com Daniel da esquerda a cruzar com Edu isolado a cabecear ao lado.

Terminava o primeiro tempo, com um Vidago muito passivo na sua zona defensiva, e o Murça com rápidos contra-ataques a colocar por algumas ocasiões em perigo a baliza do guardião Vieira. Refira-se ainda o muito tempo perdido pelos homens da casa neste primeiro tempo, que obrigou o árbitro da partida a prolongar e muito o tempo de jogo.

A segunda parte começa com um Vidago ainda mais acutilante e com vontade de trazer pontos para casa. Notou-se uma melhor atitude por parte dos comandados de Pedro Adão, que por várias vezes poderiam ter chegado ao tento da igualdade mas, ou pelo inspirado guardião Mãozinhas, outras vezes por inoperância dos seus jogadores, o golo da igualdade tardava a chegar.

Para agravar, por volta do minuto 75, após uma entrada muito impetuosa de Edu, levou o árbitro a mostrar a cartolina vemelha, ficando os Vidaguenses reduzidos a 10 elementos. Quando se espera que a equipa que viajou de Vidago, pudesse baixar os braços, eis que acontece precisamente o contrário, a equipa volta à carga, com algumas mudanças realizadas por Pedro Adão, fazendo o Murça recuar para o seu meio campo defensivo.

Os adeptos da casa demonstravam algum preocupação com este recuo, e já nos momentos finais num lance na área, quando Rafa tenta rodar, após receber a bola, é tocado por um defensor contrário, levando o árbitro da partida prontamente assinalar a marca de grande penalidade. Na concretização Rafa empata a partida.

Passados alguns minutos terminaria a partida, com um empate que se aceita, dado na primeira parte os homens da casa tiveram as melhores oportunidades, enquanto na segunda parte esse predominância pertenceu os Vidaguenses. Quanto à equipa de arbitragem cometeu alguns erros, ficam dúvidas em dois lances nas grandes áreas, uma de cada equipa, no entanto, notou-se que tentou sempre que possível deixar jogar, tendo na sua globalidade uma arbitragem positiva.

2017-01-15
Autor: MP
Voltar